Dra Maria José Passos-Oncologista
 
 
 
 
 

213190340

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Dra. Maria José Passos

 
Médica de referência no tratamento de Melanoma e Cancro da Mama
 
 
 
 
 
Dra. Maria José Passos
 
 
 

Dra. Maria José Passos

 

Médica Oncologista

 
Médica de referência no tratamento de Melanoma e Cancro da Mama

A Dr. Maria José Passos é especialista em Medicina Oncológica, com mais de 30 anos de experiência e competência nesta área da medicina. Disponível para consultas em Lisboa e no Algarve.

Especialidades:
  • Oncologia Médica
  • Cancro da mama
  • Melanoma
  • Imunoterapia
  • Medicina Interna
 
Como é sabido a Oncologia é a especialidade médica que estuda o cancro e a forma como esta doença surge no organismo (como por exemplo o cancro da mama e o melanoma), procurando um tratamento para o mesmo.
 
 
 
 
 
 
 

Perfil da Doutora

 
 
 
Formação/Habilitações Académicas

  • Licenciatura em Medicina pela Universidade Nova de Lisboa
 
 
 
Experiência Profissional

  • Médica assistente do Departamento de Oncologia Médica do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil, de Lisboa
  • Coordenadora do grupo de Melanoma do IPOFG
  • Chefe de serviço do Departamento de Oncologia do IPOFG
 
 
 
 
 
 

Diagnóstico e Tratamento do Cancro


 

Cada tipo de cancro tem o seu tratamento específico: desde a cirurgia, à imunoterapia, à quimioterapia, à hormonioterapia e outras inúmeras possibilidades, podendo ser inclusivé necessária a combinação de tratamentos.

O tratamento oncológico é sempre muito individualizado e adaptado a cada paciente, sendo importante observar as necessidades e possibilidades terapêuticas de cada um. Um elemento que é comun a todos, têm a ver com a sua detecção, quando mais cedo for o diagnóstico, melhor e mais probabilidade têm a eficácia do tratamento.


Por isso, se é um paciente de risco, faça já o seu rastreio.


 
 
 
 
"Melanoma 2013" é um livro escrito pela Drª Maria José Passos, a Presidente do Grupo Português de Melanoma.
 
 
 
 

O Melanoma Maligno

 

 
 
Tumor responsável por 80% das mortes por cancro cutâneo.

O Melanoma é o tumor maligno das células pigmentadas da pele. Estas células fabricam a melanina que dá uma coloração negra e/ou castanha escura, que estas lesões frequentemente apresentam. No entanto pode haver exceções e o melanoma pode ter uma cor rosada ou até branca.

É um tumor relativamente raro, representando cerca de 10% dos cancros cutâneos, mas é responsável por 80% das mortes por cancro cutâneo.

A incidência e mortalidade por melanoma têm vindo a aumentar em todo o mundo, sobretudo nas duas últimas décadas. Entre nós diagnosticam-se anualmente cerca de 800 casos e a incidência situa-se entre os 6-8 casos/100.000 habitantes. Trata-se de um problema major de saúde pública que exige uma estratégia de intervenção eficaz.

Sintomas
Normalmente no início da doença não há sintomas. Apenas alterações a nível dos sinais, a nível do tamanho da lesão, alteração da cor, assimetria. Por vezes podem ulcerar e sangrar. Nos estádios avançados é que surgem os principais sintomas.

Qualquer Idade
O Melanoma pode atingir qualquer grupo etário. A idade média de aparecimento anda por volta dos 57 anos, sendo frequente abaixo dos 30 anos. Na mulher o melanoma localiza-se preferencialmente nos membros inferiores e no homem a localização habitual é o tronco.
 
 
 
As pessoas de pele clara, sardentas, ruivas ou louras, de olhos claros, nevos atípicos, com história de exposição solar intensa e intermitente “escaldões”, sobretudo na infância, têm um maior risco de desenvolver este tipo de cancro.

Cuidados Redobrados no Verão

Agora que voltámos a ir para a praia e para o campo, nunca é demais salientar os cuidados a ter em relação ao sol, devendo ser evitados os comportamentos de risco, como a exposição solar intensa e prolongada, sem proteção e a ida aos solários. É importante usar óculos escuros, protetor solar com fator superior a 30, uma camisa de preferência escura, chapéu de pala com proteção das orelhas e evitar a exposição solar das 12-16h, hora em que a radiação ultravioleta é mais perigosa. Cuidado sobretudo com as crianças!

O tratamento de um doente com melanoma metastático depende de vários fatores: idade, estado geral, volume tumoral, número e localização das metástases. O objetivo principal do tratamento deve privilegiar o alívio dos sintomas e o conforto do doente.

Desde então e graças aos avanços da genética, imunologia e biologia molecular surgiram novos fármacos inovadores, com diferentes mecanismos de ação, que demonstraram pela 1ª vez um aumento da sobrevivência global. O tratamento do melanoma avançado continua a ser um desafio, mas o futuro deve ser encarado com otimismo, pois iniciámos uma nova era que vai alterar radicalmente o tratamento dos nossos doentes.
 
 
 
 
 
 

Marque a sua consulta

 
Telefone: 213190340
 
Email: passos.m@gmail.com
 
Horário Consultas: Consultas à 4ªFeira/Marcações a partir das 15h
 
Morada: Avenida António Augusto Aguiar 13,1º-D, 1050-010 Lisboa LISBOA, Portugal
 
 
 
* campo de preenchimento obrigatório